turmadivertida

pesquisar

 
Terça-feira, 29 / 01 / 13

AS SETE MARAVILHAS DE CASAIS

Igreja Paroquial de Casais 

A igreja paroquial de Casais é uma construção feita em granito, ao lado do cemitério e perto do rio Mesio. Não se sabe o ano correto da sua construção mas pensa-se que terá sido em 1706. Tem como santo padroeiro São Paio. O interior tem as paredes rebocadas e pintadas de branco, percorridas por azulejos, com pavimento em soalha e cobertura de madeira pintada. É uma igreja bonita, onde se celebra missa quatro vezes por semana: quartas, sextas, sábados e domingos. Do adro que a rodeia, temos uma vista maravilhosa sobre o rio Mesio e a Quinta da Tapada.

Capela de Santo António

A capela de Santo António localiza-se no centro da freguesia, junto da nossa escola, na berma direita da estrada principal. Foi construída na segunda metade do século XVIII em honra de Santo António. É uma capela feita em cantaria rebocada e pintada a branco. Foi restaurada em 2011, atualmente serve de casa mortuária e é onde todos os sábados temos catequese. Todos os anos, no dia 13 de junho, se celebra lá a missa em honra de Santo António.

 

Capela do Calvário

 

A capela do Calvário fica situada no alto de um pequeno monte no lugar do Calvário e é a parte final duma Via Crúsis. Pensa-se que foi construída nos inícios do séc. XVII. Está rodeada por 14 cruzes.­ É uma capela pequena, feita em granito, rebocada e pintada a branco. Foi restaurada há pouco tempo e está muito bonita. Do local onde se situa, temos uma vista magnífica sobre a freguesia.

Cruzeiros de Casais

 

Cruzeiro paroquial

Foi construído em granito no ano de 1809. Ergue-se no Adro, mesmo em frente da igreja matriz. Tem dois degraus, a primeira cruz partiu-se e a atual é mais baixo 50 centímetros.

 

Cruzeiro do cemitério

É um magnífico cruzeiro feito em granito, que se encontra adossado a meio do muro no topo norte do cemitério, junto da igreja. É propriedade da Junta da Freguesia de Casais e foi construído no ano de 1725. É um cruzeiro de crucifixo, com a imagem de Cristo crucificado.

 

Cruzeiro da Capela de Santo António

Ergue-se no Adro da capela de Santo António, a pouco mais de setecentos metros da igreja matriz. Este Cruzeiro integra a Via Crúsis de Casais. A plataforma é quadrangular e tem três degraus, é o mais alto dos três.

Engenho do Linho

 

O Engenho do Linho situa-se no lugar do recanto, na berma esquerda da estrada principal. É um monumento com cerca de 60 anos, tem forma circular e foi construído em pedra, com uma cobertura de palha que é renovada de dois em dois anos, porque a palha apodrece e deixa passar a água da chuva. O seu interior funciona como Museu Vivo do Linho, onde podemos apreciar os utensílios que eram utilizados para trabalhar o linho. Esta arte é uma tradição que está em vias de extinção. Antigamente, o linho era muito cultivado, na nossa freguesia e havia muita gente que se dedicava, durante todo o ano, ao seu cultivo e tratamento.

Moinho de Casais 

O moinho de Casais situa-se no lugar do Bairro, na margem esquerda do rio Mesio. Já é muito antigo e ninguém sabe ao certo em que ano foi construído, só sabemos que foi renovado há pouco tempo e no seu interior criou-se o Museu Vivo do Pão. Aí, podemos observar todo o tipo de utensílios relativos à produção do pão, desde a transformação do grão em farinha até à sua cozedura, pois existe também um forno no interior do moinho. É um testemunho histórico, patrimonial e social.

Quinta da Tapada

 

A Quinta da Tapada foi construída no ano de 1849 pelo sobrinho e herdeiro de Manuel Sousa Freire, que se chamava António Pinto Sousa Freire. Este realizou o sonho do seu tio de construir uma grande casa, com terrenos férteis e aproveitar a força do rio Mesio para regar os campos. Atualmente, esta quinta, para lá do solar do séc. XVIII, possui jardins fantásticos, lagos, uma gruta, um salão onde se realizam diversos tipos de eventos e 53 hectares de terreno com plantações de kiwis, vinha, nogueiras, cerejeiras, castanheiros, carvalhos americanos e pinheiros. A quinta possui ainda uma atividade industrial onde se produz queijo flamengo nos formatos Bola, Barra e Prato da marca registada Trevo.

publicado por pajopires às 17:19
Quarta-feira, 23 / 01 / 13

Visita do Senhor Bispo

Hoje, foi um dia muito especial para todos nós.

Foi com uma enorme alegria, que recebemos o Senhor Bispo Auxiliar do Porto D. Pio Alves.

Muito obrigado pela sua visita.

Seguiremos as pegadas do senhor.

 

 

 

 

 

 

 

publicado por pajopires às 15:31
Sexta-feira, 11 / 01 / 13

As Janeiras

 

 

 

 

publicado por pajopires às 16:48
Terça-feira, 08 / 01 / 13

As Sete Maravilhas de Portugal

Mosteiro da Batalha

O Mosteiro da Batalha situa-se na Batalha, distrito de Leiria. Foi mandado edificar por D. João I no ano de 1386 e foi construído ao longo de dois séculos até cerca de 1517, durante o reinado de sete reis de Portugal. No século XIX foi mandado restaurar.

Serve para celebrar missas e é um importante ponto de turismo do nosso país.

É Monumento Nacional desde 1910 e classificado pela UNESCO como Património da Humanidade desde 1983. Foi eleito como uma das Sete Maravilhas de Portugal em 2007.

 

Mosteiro de Alcobaça

O Mosteiro de Alcobaça localiza-se em Alcobaça que pertence ao Distrito de Leiria.

Este Mosteiro foi mandado construir pelos monges de Cister no ano 1178 e serviu-lhes de habitação durante muito tempo.

É Monumento Nacional desde 1910 e classificado pela UNESCO como Património da Humanidade desde 1989. Foi eleito como uma das Sete Maravilhas de Portugal em 2007.

Mosteiro dos Jerónimos

O Mosteiro dos Jerónimos situa-se em Belém, Lisboa junto ao rio Tejo.

Foi mandado construir pelo rei D. Manuel no ano de 1502 e terminada a obra em 1544.

É um mosteiro manuelino, testemunho monumental da riqueza dos descobrimentos portugueses.

Serve de igreja paroquial e estão aí os túmulos de alguns reis portugueses e figuras importantes da nossa história, como é o caso de Luís de Camões.

Foi classificado pela UNESCO como Património da Humanidade desde 1983 e eleito como uma das Sete Maravilhas de Portugal em 2007.

 

Castelo de Guimarães

O Castelo de Guimarães situa-se em Oliveira do castelo, cidade e concelho de Guimarães, no distrito de Braga.

Foi mandado construir pela condessa Mumadona no século X.

Mais tarde, foi lá que nasceu D. Afonso Henriques o primeiro rei de Portugal.

É Monumento Nacional desde 1908 e foi eleito como uma das Sete Maravilhas de Portugal em 2007.

 

 

 

Torre de Belém

A Torre de Belém localiza-se na margem direita do rio Tejo em Lisboa.

Foi mandada construir por D. Manuel I entre 1514 e 1520, para defesa da barra de Lisboa, é uma das joias da arquitetura do seu reinado.

É um monumento que se destaca pelo nacionalismo implícito, visto que é todo rodeado por decorações do Brasão de armas de Portugal, incluindo inscrições de cruzes da Ordem de Cristo nas janelas de baluarte; tais características remetem principalmente à arquitetura típica de uma época em que o país era uma potência global.

Foi classificada como Património Mundial pela UNESCO desde 1983 e eleita como uma das Sete Maravilhas de Portugal em 7 de julho de 2007.

 

Palácio da Pena

O Palácio da Pena situa-se na Vila de Sintra, freguesia de São Pedro de Penaferrim.

Quem o mandou construir foi D. Fernando no ano de 1847.

Serviu de residência a alguns reis e rainhas portugueses e atualmente é um importante museu.

Em 2007, foi eleito uma das Sete Maravilhas de Portugal.

 

Castelo de Óbidos

O castelo de Óbidos situa-se na freguesia de Santa Maria na vila de Óbidos.

Foi construído pelos Romanos no século I.

Serviu para defender a povoação dos ataques inimigos e atualmente é um importante ponto de turismo do nosso país.

Está classificado como Monumento Nacional e em 7 de Julho de 2007 foi eleito como uma das Sete Maravilhas de Portugal.

publicado por pajopires às 12:00
Somos 23 alunos do 4º ano da escola EB1 Santo António Casais.

mais sobre mim

contador

Janeiro 2013

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
28
30
31

últ. recentes

mais comentados

subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro